Advogada, Escritora, Ativista Cultural, Natural de Santo André, Estado de São Paulo. Acadêmica, Cadeira n. 43 - Academia Nacional de Letras Portal do Poeta Brasileiro - ANLPPB www.anastoppa.prosaeverso.net

22
Abr 13





X Fecacri - Festival da Canção Cristã 25.03.2012

2. Letra mais Votada:  O Socorro do Planeta - Ana Stoppa.




     O  Teatro do  Cenforpe  de São Bernando do Campo/SP foi  palco para a realização da X Edição do Fecacri - Festival da Canção Católica promovido pela Diocese de Santo André/SP, responsável pelas paróquias da regíão do ABCDMR ( Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra).
      Trinta e duas canções concorreram interpretadas por grupos e bandas oriundas das paróquias da região.
      Nosso grupo Cordas e Vozes representando a cidade de Mauá,  participou com duas canções:

     a) O Socorro do Planeta - letra:  Ana Stoppa, melodia Antenor de Oliveira.

     b) Santo Frei Galvão - letra e melodia Antenor de Oliveira

     Segundo o corpo de jurados foram classificadas em 2. e 3. lugares, respectivamente.


A canção O Socorro do Planeta recebeu melodia cadenciada nos dois primeiros versos,

o terceiro declamado; os dois  últimos em   ritmo de baião, (o que levantou a platéia).

Gravada pela Orquestra de Violeiros e Berranteiros de Mauá em 2012, onde participo

no Coral das Comunidades.


No estúdio para a gravação do CD do Festival, previsão II Semestre 2013.



 
O Socorro do Planeta


O Planeta saturado agoniza dia a dia
E o pretenso progresso torna a vida vazia
Mares, rios e lagoas repletos de detritos
A terra pede socorro, atente escute o grito


As matas destruídas de forma rude de fria
Morrem os animais, canta triste a cotovia
Peixes já são escassos, prenúncio de fome e terror
A terra pede socorro, escute o grito de dor


O respeito à Natureza, deve ser a cada dia
Mais e mais valorizado pra tudo não ser destruído
E se tornar nostalgia
A terra chora cansada, com  a alma em agonia


Uma luz enfim desponta reluzente, inebria
O despertar da consciência de muita gente vazia
Um milagre acontece, no planeta triste aflito
Como que por magia todos ouviram os gritos


A Terra respira enfim, repleta de alegria
Os rios despoluídos, canta feliz a cotovia
As matas hoje preservadas, livres da ganância humana
Respeito à Natureza, a Mãe é Terra Soberana!


(Ana Stoppa)




publicado por Ana Stoppa, Escritora Brasileira. às 08:46

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

17
19
20

26
27

28
29
30


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO